Qual sua paixão? Ela se alinha à paixão do seu lugar de trabalho?

24 Oct 2017 Autor: Juliana Maffia • Categoria: Empresas


paixão-stone-trabalho-emprego

Por Carol Lafuente, Stone

Hoje se fala muito no mercado sobre a importância de se trazer pessoas que sejam “apaixonadas”. Mas o que é isso na prática? Como aliar paixão e trabalho?

Quando as empresas falam em “paixão” no trabalho, elas não se referem àquela paixão romântica, irracional, ilógica, e sim à força-motriz do seu trabalho, aquilo que vai te fazer seguir em frente mesmo se deparando com frustrações e desconforto. Na Stone, onde trabalho, investimos em buscar pessoas apaixonadas porque acreditamos que, se você efetivamente é apaixonado, você dá toda a sua energia para conquistar o que quer.

Para nós, a paixão está intrinsecamente relacionada à resiliência. Pessoas apaixonadas creem na possibilidade de vitória e, assim, energizam os outros e dão a eles esperança (veja este vídeo para comprovar o que estamos falando). O sonho é o que motiva as pessoas e mantém o frio na barriga. Qual o seu sonho? Ele casa com o sonho e as paixões da sua empresa? Você mantém essa paixão viva no lugar e nas pessoas com quem trabalha todos os dias?

Se a sua resposta foi “não sei” para a maioria destas questões, te sugerimos tirar um tempo para rever o que está fazendo e porque está fazendo o que está fazendo (aliás, sugerimos ler este texto aqui sobre autoconhecimento). Todos nós temos paixões e propósitos de vida, não importa quais sejam eles, mas nem todos os temos claros na nossa cabeça ou nos baseamos neles antes de tomar decisões, sobretudo as de carreira.

Se você deseja fazer aquilo que ama, deve manter algumas coisas em mente e adotar certas atitudes no seu dia-a-dia. Aqui selecionamos algumas delas:

Paixão e Trabalho: autoconhecimento

a. Você tem que ter automotivação, tem que entender o que te move.

b. Saiba pelo que você é apaixonado. Você tem que ter seu próprio propósito de vida.

c. Paixão é de dentro pra fora. Nenhum trabalho nunca vai te dar seu propósito de existir, nem aquilo que te faz feliz. Então, saiba primeiro o que você quer, qual legado você quer deixar na vida. Quanto mais claro você tiver isso na sua cabeça, mais você irá olhar as oportunidades com uma cabeça mais madura e mais consistente será sua jornada.

d. Entenda o que está motivando você a trabalhar. Se for uma pessoa, o escritório colorido, a mídia, o ambiente (coisas voláteis), isso é uma ilusão. É muito provável que isso não seja suficiente no curto prazo.

e. Seu trabalho não deve depender dos outros, só de você. Essa tem que ser sua base inicial.

A partir do momento em que você se conhece, você deixa de ser coadjuvante e passa a ser autor da sua própria vida. Você começa a influenciar as pessoas ao seu redor e não ser influenciado.

Propósito

a. Questione, investigue a história dos líderes da empresa onde está para entender o que os move. Descubra o propósito deles.

b. Entenda onde seu sonho/propósito pessoal tem interseção com o sonho da empresa e construa-o lá dentro.

c. Entenda o propósito da existência da sua área e das suas missões. Questione o porquê das suas tarefas. Busque entender o big Picture e como essas coisas se relacionam com o propósito da empresa.

d. Pense sempre em maneiras de automatizar, disseminar informação, treinar pessoas e virar referência no assunto. Você sempre pode fazer melhor.

e. Tenha a capacidade de ficar INCOMODADO com as coisas ruins da companhia. E não entenda incomodado como reclamar para o lado. Incomodado é “como faço para resolver esse problema” e de fato propor soluções para ele.

Enjoy the Ride

a. Se você tem muito claro o propósito das suas atividades, o propósito da companhia e o seu propósito, naturalmente você trabalha feliz. Saiba qual é a sua paixão e veja se ela se relaciona com a do seu trabalho.

b. Enjoy the Ride é um exercício cotidiano de zelar por esses propósitos, criar um ambiente legal e motivar as pessoas ao seu redor.

c. Contagie as pessoas ao seu redor, engajando-as no dia-a-dia. Você é um defensor dacompanhia e disseminador da cultura.

Assim, entendemos que a Paixão abrange uma série de outros valores como Energia (para fazer as coisas acontecerem), Comprometimento (para dar o seu máximo), Respeito (para se manter fiel a empresa, aos outros e a si mesmo), Disciplina (para se manter de pé apesar das dificuldades), Entrega de Resultados (para conquistar a vitória) e Cuidado/Zelo (para manter todos ao seu redor e a companhia energizados e direcionados para o cumprimento dos propósitos).

Para dar o seu melhor e ter bom desempenho, é importante se sentir feliz. Encontre o que te faz feliz e trabalhe duro. Se você não acorda energizado e excitado com as possibilidades e desafios que o dia poderá lhe oferecer, então você está no trabalho errado.