Por dentro do 1° Programa de Trainee da Pearson!

05 Sep 2016 Autor: Luiz Cascaldi • Categoria: Empresas


Conversamos com o Rafael Brito Furtado, Vice-Presidente de Educação Básica da Pearson.

Confira o que ele comentou sobre a estrutura e as expectativas em relação ao 1° Programa de Trainee da empresa!

MyTrainee: Faça uma breve apresentação com seu nome, formação e trajetória profissional dentro da Pearson.

Rafael: Oi, eu sou o Rafael Furtado, Bacharel em Administração de Empresas e Bacharel em Hotelaria. Pós graduado em Marketing e Vendas, entrei na Pearson em julho de 2014 para liderar a força de vendas da área de expansão de sistemas de ensino (Gerente Nacional de Vendas). Com um ano e meio na função e entregas relevantes para a cia, recebi o desafio de desenvolver o mesmo trabalho também em franquias, me tornando Diretor de Expansão da Pearson. Como a cia não parou de crescer, as pessoas receberam novos desafios, com a saída do Giovanni Giovannelli para a presidência dos mercados emergentes e o Luciano Kliemaschewsk se tornando CEO da Pearson Brasil, em maio de 2016, me tornei Vice-Presidente de Educação Básica.

 

MyTrainee: Este é o 1º programa Trainee da Pearson, o que espera os novos profissionais que ingressarem na cia? Quais serão os principais desafios?

Rafael: Se eu pudesse voltar no tempo e ingressar numa cia como a Pearson e no momento em que ela se encontra, não hesitaria. Vivemos o melhor momento da cia, momento em que faremos parte de um grande legado, momento em que estamos construindo cultura organizacional, cultura essa baseada em autonomia, criatividade, coragem e transparência. A expectativa é que o trainee ajude a construir esse legado, colocando a mão na massa e dando grandes contribuições ao negócio. Nós buscamos gente melhor que a gente o tempo todo, e a busca pelo trainee segue o mesmo conceito!

 

MyTrainee: A Pearson é uma empresa muito focada na sua missão de transformar vidas por meio da educação. Comente sobre esse propósito e sobre a prática dele na rotina da empresa.

Rafael: Mudar vidas por meio da educação é um propósito fantástico. E isso está no nosso dia a dia. É muito legal saber que o papel do motorista do caminhão que leva nosso livro até a escola, é também mudar vidas. Todos dentro da cia têm metas que no final impactam positivamente o aluno. Se eu sou um vendedor e tenho meta de captação de novos parceiros, sei que isso fará com que mais materiais da nossa cia cheguem a um novo aluno.

 

MyTrainee: O Programa possui 10 áreas de atuação e aceita diversos cursos de formação. Comente sobre o leque de possibilidades que o trainee tem para desenvolver o seu potencial.

Rafael: Costumamos falar em nossos processos de seleção, que o candidato não é da área “x” ou “y” e sim da Pearson. Queremos gente boa e motivada. Se ela é boa, engenheira e quer fazer parte do time de Gente & Gestão: “seja bem-vindo à Pearson”. As mudanças de áreas são vistas como naturais e vistas como bom processo de crescimento profissional.

 

MyTrainee: A Estrutura do programa reserva treinamentos on-the-job, comportamentais e de metodologia de gestão de projetos, comente sobre os principais aprendizados que vão embasar o início de carreira do Trainee?

Rafael: Para garantir o sucesso do trainee na companhia, é importante que ele tenha visão do negócio e é isso que vamos proporcionar nesse primeiro ano. Certamente a possibilidade de fazer uma imersão em treinamentos nas áreas dará ao trainee uma possibilidade de desenvolvimento e um conhecimento na companhia que um funcionário regular não teria no primeiro momento. Além disso, ser disseminador da nossa cultura é muito importante e o trainee também passará por capacitação em cultura. É importante falar também que a Pearson direciona suas decisões com base em metodologia, fatos e dados, e o trainee aprenderá trabalhar dessa forma dentro do seu programa de capacitação.

 

MyTrainee: Por fim, o que você acredita que pode colaborar na preparação para que o jovem ingresse na Pearson e o que ele pode fazer para contribuir com um desenvolvimento acelerado quando estiver dentro da cia?

Rafael: Tenho 3 dicas que são muito valiosas (risos):

1º Foquem no algo a mais, no que lhe pedem. Meta é para ser batida!

2º A ascensão de carreira é pautada em entregas e “skills”. Não podemos ter um excelente analista que vira um fraco coordenador porque não desenvolveu sua habilidade de liderar. Para diferentes cargos, diferentes atributos serão exigidos. Alinhe com o seu gestor as suas expectativas. Só existe frustração quando as expectativas não estão alinhadas.

3º Cultura é tudo!!! Já desligamos colaboradores que batiam metas, mas não eram alinhados à Cultura. O contrário é mais difícil de acontecer.